Jesus Virá:



O pastor prega ao ar livre:

— Meus irmãos! Jesus virá pra salvar a humanidade!

E o bêbado grita:

— Vem porra nenhuma!

E o pastor se irritando:

— Não levem a sério esse alcoólatra, irmãos! Ele está possuído pelo demônio! Mas Jesus virá! Eu garanto que Jesus virá!

— Vem coisa nenhuma!

— Não dêem ouvidos, irmãos. Ele está escravizado pelo álcool.

Jesus virá pra salvar a humanidade!

— Vem o caramba... pastor fajuto...

E o pastor irritado:

— Eu vou chamar o guarda!

E o bêbado:

— Opa! Deixa eu ir embora, que esse aí vem mesmo!





Veja outras Piadas

  • Dificil

    Um homem chega na balada e encontra uma mulher e então dá um garfo a ela. E ela pergunta: para quê o garfo, e ele responde: é por que eu to dando sopa, e ela diz: mas sopa se come de colher, e ele responde: é que eu sou difícil..

  • Brasileiro e Argentino no Deserto:

    Um brasileiro e um argentino foram os únicos sobreviventes de um desastre aéreo no Saara, depois de uma semana de uma longa caminhada o brasileiro achou uma lâmpada mágica, o argentino com toda arrogância tomou a frente e foi logo esfregando, surge então um Gênio:

    — Vocês tem dois pedidos;

    O argentino já foi dizendo:

    — Quero que faça um muro de 1000 metros de altura em volta da minha linda argentina para nos isolarmos destes vizinhos brasileiros!

    Então o Gênio disse que o pedido tinha sido aceito. Colocou o muro em volta da argentina e se voltou ao brasileiro e disse:

    — Qual é seu pedido?

    E o brasileiro responde:

    — Enche tudo de água!

  • Joãozinho Gênio:

    A professora estava tendo dificuldades com um dos alunos.

    — Joãozinho, qual é o problema?

    — Sou muito inteligente para estar no primeiro ano. Minha irmã está no terceiro ano e eu sou mais inteligente do que ela. Eu quero ir para o terceiro ano também!

    A professora vê que não vai conseguir resolver este problema e o manda para a diretoria. Enquanto o Joãozinho espera na ante-sala, a professora explica a situação ao diretor. O diretor diz para a professora que ele vai fazer um teste com o garoto, e como ele não vai conseguir responder a todas as perguntas, vai mesmo ficar no primeiro ano.

    A professora concorda. Chama o Joãozinho e explica-lhe que ele vai ter que passar por um teste e o menino aceita.

    Então o diretor começa:

    — Joãozinho, quanto é 3 vezes 3?

    — 9.

    — E quanto é 6 vezes 6?

    — 36.

    E o diretor continua com a bateria de perguntas que um aluno do terceiro ano deve saber responder e Joãozinho não comete erro algum. O diretor, então, diz para a professora:

    — Acho que temos mesmo que colocar o Joãozinho no terceiro ano.

    — Posso fazer algumas perguntas também? — fala a professora.

    O diretor e o Joãozinho concordam. A professora pergunta:

    — O que é que a vaca tem quatro e eu só tenho duas?

    Joãozinho pensa um instante e responde:

    — Pernas.

    Ela faz outra pergunta:

    — O que é que há nas suas calças que não há nas minhas?

    O diretor arregala os olhos, mas não tem tempo de interromper...

    — Bolsos — responde Joãozinho.

    — O que é que entra na frente da mulher e que só pode entrar atrás do homem?

    Estupefato com os questionamentos, o diretor prende a respiração...

    — A letra "M". — responde o garoto.

    A professora continua a arguição:

    — Onde é que a mulher tem o cabelo mais enroladinho?

    — Na África. — responde Joãozinho de primeira.

    — O que é mole, mas na mão das mulheres fica duro?

    — Esmalte. — responde Joãozinho sem pestanejar

    — O que as mulheres têm no meio das pernas?

    — O joelho. — Joãozinho responde mais rápido ainda.

    — O que é que a mulher casada tem mais larga que a solteira?

    — A cama.

    — Qual o monossílabo tônico que começa com a letra C e termina com a letra U e ora está sujo ora está limpo?

    O Diretor começa a suar frio.

    — O céu, professora.

    — O que é que começa com C tem duas letras, um buraco no meio e eu já dei para várias pessoas?

    — CD.

    Não mais se contendo, o diretor interrompe, respira aliviado e diz para a professora:

    — Coloque logo o Joãozinho no quarto ano. Eu mesmo teria errado todas!

  • Agradando os Defuntos

    Um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente quando vê um japonês colocando um prato de arroz na lápide ao lado.

    Ele se vira para o japones e pergunta:

    — Desculpe-me, mas o senhor acha mesmo que o seu defunto virá comer o arroz?

    E o japonês responde:

    — Sim, geralmente na mesma hora em que o seu vem cheirar as flores!

Ver todas