Se Isso Fosse Durinho



Numa mesa de bar, o marido pra fazer graça pros outros casais amigos, aperta o bumbum da esposa e diz:

— Se isso aqui fosse durinho, economizava calcinhas.

Depois de um certo tempo novamente, cheio de graça, pega no peito da esposa e diz:

— Se isso aqui fosse durinho, economizava sutiãs.

A mulher já irritada com as brincadeiras do marido, pega bem naquele lugar e diz:

— Se isso fosse durinho, economizava o do vizinho.





Veja outras Piadas

  • Agradando os Defuntos

    Um sujeito estava colocando flores no túmulo de um parente quando vê um japonês colocando um prato de arroz na lápide ao lado.

    Ele se vira para o japones e pergunta:

    — Desculpe-me, mas o senhor acha mesmo que o seu defunto virá comer o arroz?

    E o japonês responde:

    — Sim, geralmente na mesma hora em que o seu vem cheirar as flores!

  • O Louco e o Pão

    O Louco e o Pão
    O louco foi na padaria e perguntou:

    — O pãozinho já saiu?

    O padeiro responde:

    — Sim, saiu sim!

    O louco responde:

    — Então quando ele voltar, diga que eu quero falar com ele!

  • Triagem Celeste

    São Pedro, na triagem celeste, perguntou para o americano:

    — O que é mole, mas na mão das mulheres fica duro?

    O americano pensou e disse:

    — Esmalte.

    — Muito bem, pode entrar, disse São Pedro.

    Perguntou ao italiano:

    — Onde as mulheres têm o cabelo mais enrolado?

    O italiano respondeu:

    — Na África.

    — Certo. Pode entrar.

    Para o francês:

    — O que as mulheres têm no meio das pernas?

    — O joelho.

    — Muito bem. Pode entrar também.

    E perguntou ao inglês:

    — O que é que a mulher casada tem mais larga que a solteira?

    — A cama.

    — Ótimo. Pode entrar.

    O brasileiro virou-se e foi saindo de fininho... São Pedro o chamou:

    — Você não vai responder à sua pergunta?

    — Sem chance! Já errei as quatro anteriores

  • Bêbado no Trabalho

     

    O sujeito chega no trabalho completamente bêbado. O chefe chama-o num canto e lasca a maior bronca:

    — Ô Gonçalves, assim não dá! O senhor não pode vir trabalhar neste estado!

    — O senhor... hic... está me mandando embora do Rio de Janeiro?

    — Não, não é nada disso! É que o senhor está caindo de bêbado!

    — Ah! Foi o oculista que mandou!

    — O oculista mandou? O senhor está maluco!

    — É sim... — e tirando uma receita toda amarrotada do bolso: — Olha aí... o que está escrito debaixo dos garranchos... pinga três vezes ao dia!

  • Assalto do Índio:

    Em plena luz do dia, na saída de um Shopping Center, um índio alto e forte, armado com um tacape, aborda uma senhora.

    — Se não der bolsa pra índio, mulher morre! — ameaçou.

    Apavorada, a mulher lhe entrega a bolsa.

    — Se não der colar pra índio, mulher morre!

    A mulher lhe entrega o colar.

    — Se não der relógio pra índio, mulher morre!

    A mulher tira o relógio e no auge do desespero deixa escapar um peido.

    — Se não der buzininha pra índio, mulher morre!

Ver todas