Sou Um Milho



Um louco pensava ser um milho. Toda vez que perguntavam a ele o que ele era, ele dizia:

— Sou um milho!

Foi para o Sanatório para se recuperar e depois de 6 meses, estava praticamente recuperado. O agora ex-louco foi conduzido a sala do diretor do sanatório, onde o diretor perguntou:

— O que você é?

— Sou um homem, diretor!

— Tem certeza?

— Perfeitamente!

— Parabéns! Você está curado, pode ir para casa!

E o louco sai do sanatório todo satisfeito. Minutos depois ele retorna desesperado e ofegante, fechando a porta rapidamente, tentando mante-la fechada. O diretor vendo aquela cena pergunta:

— O que houve, rapaz?

— Tem uma galinha lá fora!

— Mas você não é um milho!

— Eu sei doutor, mas será que a galinha sabe?





Veja outras Piadas

  • Marido Louco

    O sujeito desabafa no psiquiatra:

    — Ai, doutor... eu tô ficando louco! Minha mulher é loira, tem 1.70 de altura, olhos verdes, seios fantásticos... Uma delícia!

    — Até aí não vejo problema nenhum! — diagnostica o psiquiatra.

    — Calma, doutor! Deixa eu terminar... Ela tá me deixando maluco porque todas as noites vai no Bar do Pedro e dá o maior mole pra todos os homens! Vai pra cama com o primeiro homem que falar com ela! Eu não tô aguentando isso, doutor! Pelo amor de Deus, o que eu faço?

    — Relaxe! Respire fundo! E agora, diga pra mim, aonde exatamente fica esse Bar do Pedro?

  • Assalto do Índio:

    Em plena luz do dia, na saída de um Shopping Center, um índio alto e forte, armado com um tacape, aborda uma senhora.

    — Se não der bolsa pra índio, mulher morre! — ameaçou.

    Apavorada, a mulher lhe entrega a bolsa.

    — Se não der colar pra índio, mulher morre!

    A mulher lhe entrega o colar.

    — Se não der relógio pra índio, mulher morre!

    A mulher tira o relógio e no auge do desespero deixa escapar um peido.

    — Se não der buzininha pra índio, mulher morre!

  • Ganso no Cinema:

       Um jovem rapaz fez alguns trabalhos para um fazendeiro e quando terminou, recebeu um ganso como pagamento. Ele colocou o ganso debaixo do braço e começou a caminhar para casa. Como ele estava de passagem pela cidade, notou que um filme que ele queria ver estava passando no cinema. Uma vez que eles não permitem a entrada de animais, ele enfiou o ganso dentro da calça, pagou o seu bilhete e assim que as luzes se apagaram encontrou um assento no cinema lotado, ao lado de duas senhoras idosas.

       O ganso começou a se movimentar e não querendo ser descoberto, o jovem abriu a braguilha discretamente para que o ganso conseguisse respirar. Pouco tempo depois, uma das velhinhas cutucou a outra:

    - Edna, o rapaz sentado ao meu lado está com a braguilha aberta e algo está saindo!

    - Marta, - respondeu a amiga - eu garanto que já vi vários desses.

    - Bem, você nunca viu um como esse antes. Está comendo minha pipoca!

  • O Louco e o Pão

    O Louco e o Pão
    O louco foi na padaria e perguntou:

    — O pãozinho já saiu?

    O padeiro responde:

    — Sim, saiu sim!

    O louco responde:

    — Então quando ele voltar, diga que eu quero falar com ele!

  • O Filho Perfeito do Bêbado

    O pai bêbado orgulhoso diz para o amigo:

    — Eu tenho o filho que todo pai quer ter.

    O amigo desconfiado pergunta:

    — Hum, vamos testar... Ele fuma?

    — Não.

    — Ele bebe?

    — Não.

    — Ele chega tarde em casa?

    — Não.

    — Poxa, agora eu acredito. Quantos anos ele tem?

    — Vai completar 6 meses.

Ver todas